.as minhas fotos

.links

.pesquisar

 

.o mesmo eu

a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Sexta-feira, 14 de Julho de 2006

Tempo do desejo

As construções que inventamos nos espaços em branco do presente,
São presentes que edificamos na passagem de mais um dia…
São rasgos das mãos reprimidas que escondemos nos bolsos.
 
Dou as mãos às tuas letras
E as noites serão claras
Escolho-me nos tempos, largo-me do presente
E edifico-me no futuro
Que o verbo tem
Abraçarei as tuas palavras no colo dos dias
Esquecerei as regras presentes enquanto brinco com os sonhos nos dedos.
 
 
E conto nos dedos as histórias que fomos vivendo…
Vivo no presente sem o futuro do verbo receber.
Trago o rio do teu corpo nas minhas veias
E corre pelo leito e colo a palpitar de vontade.
Na foz desemboco nos teus braços diluídos de amor
E mergulho nas lágrimas das ondas salgadas.
 
 
Prendo-me nos desejos que fogem do futuro
            Envio os dedos para as histórias que te contei
            Sacudo das arvores o barulho do cair das palavras
            E na queda pendura-se o verbo amar às veias dos galhos secos do presente.
 
 
Mónica Correia e Ana Mª Costa

escrito por A.fe às 12:25

link do post | favorito

De auréllio a 18 de Julho de 2006 às 00:44
me fez lembrar da história de somo uma página em branco quando nascemos e vamos escrevendo com o decorrer da vida.belo post e até mais.....


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

blogs SAPO
a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.