.as minhas fotos

.links

.pesquisar

 

.o mesmo eu

a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Fazer olhinhos

Sexta-feira, 23 de Setembro de 2005

Tédio

O que me aperta o peito?
De parafina fina.
Este tédio.
Desgarrado no tempo
Que não finda.


Punhos que me batem... por dentro.
Vómito de saturação.
Arrasto o ar
Nas veias…

O tempo está… parado!
Bato-lhe! E bato-lhe, mais.
Risse e agarra-me no peito.
Aperta, aperta e fica
Ali
Num corpo baço
Sem feições

E
Ao ouvido
Digo-lhe
Eu!
-Deus
Disse-me
Que é pecado
Parares em mim
E não ires aos demais.

escrito por A.fe às 11:00

link do post | não sejas tímido | favorito
|

13 comentários:
De Anónimo a 23 de Dezembro de 2005 às 15:39
Bonito. Pena que não escutes a voz de Deus...neptuno
</a>
(mailto:neptuno.fonseca@sapo.pt)


De Anónimo a 26 de Setembro de 2005 às 21:46
É esse o tipo de sentimento que me domina quando estou a passar pelas férias grandes... quando tenho mais um obstáculo para enfrentar...
Muito bonito este poema!
Bjlaranjinha_
(http://laranjinha_.blogspot.com)
(mailto:marisaasfernandes@hotmail.com)


De Anónimo a 26 de Setembro de 2005 às 19:27
El tedio....pero me gusta qd le hablas en su oido...para que el no se quede solo ctg....mui bonito, el juego de palavras :)

Guste demas.:)

Besitos :)dizzie
(http://www.romerodelpueblo.blogspot.com)
(mailto:dizzie_guillespie@hotmail.com)


De Anónimo a 26 de Setembro de 2005 às 08:43
meus amigos,deixo aqui um agradecimento comum pela vossa visita ao meu cantinho.
jinhosana maria
</a>
(mailto:aguassantas11@sapo.pt)


De Anónimo a 26 de Setembro de 2005 às 03:41
Cara Ana
Venho apenas agradecer a cortesia da tua visita.
Prometo voltar para te ler com a devida atenção assim que me for possível.
Bjs
Duarte Temtem
(http://opoemainsone.blogspot.com)
(mailto:duartesilva.wrc@netcabo.pt)


De Anónimo a 25 de Setembro de 2005 às 20:09
o tédio consegue incapacitar-nos e sufocar-nos por dentro, fazendo com que sufoquemos os outros por fora. o tédio tem sempre de partir...1001 beijitos.Slayra
(http://pensamentosembranco.blogs.sapo.pt)
(mailto:anakatcc@hotmail.com)


De Anónimo a 25 de Setembro de 2005 às 12:25
bem me quer, mal me quer... sim os malmequeres são lindos e viajam comigo..e como sóis iluminam meu caminho!! Agradeço a sua visita ao blog.. voltarei ..porque gostei!!! beijos !!!Dalva
(http://maldeparkinson.blogspot.com)
(mailto:da_molnar@yahoo.com.br)


De Anónimo a 24 de Setembro de 2005 às 04:41
obrigada pela oprotunidade de estar aqui, e apreciar tua escrita, lindo teu poema, se me permites voltarei.
BeijosVivis
(http://fazendamarmelo.blospot.com)
(mailto:virlened@yahoo.com.br)


De Anónimo a 24 de Setembro de 2005 às 01:17
Pois... a vida é feita de pequenos tédios e outras injustiças... ;-)amcatarino
(http://amcatarin.como.blogspot)
(mailto:amcatarino@net.sapo.pt)


De Anónimo a 23 de Setembro de 2005 às 20:50
A agradecer a visita ao Nadas do Nada.

:) BFSnadinhas
(http://nadinnhas.blogspot.com)
(mailto:redondapedra@hotmail.com)


Comentar post

blogs SAPO
a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.