.as minhas fotos

.links

.pesquisar

 

.o mesmo eu

a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Fazer olhinhos

Quinta-feira, 27 de Outubro de 2005

Renascer

Montes de terra
que ali estão
na planície,
inertes.

Ali escavo no olhar
o seu corpo
solto
que me deixa
envolver
e
embrulho-me
na manta de pó.

A humidade beija-me.

Nua
encolho os ombros
enrolada
deixo a vida
lamber-me a pele branca
e
possuir-me.

São estrelas que vejo,
Olhos nos cristais que o tempo fez
o céu é preto
e não tem lua.

Já não é desconhecido
O mundo que piso.

Silêncio
o embrião
respira.

A vida mexe os montes
na planície despida,
Eu e o amor
filhos da terra
erguemo-nos,
renascidos numa flor.

26.10.2005

escrito por A.fe às 16:57

link do post | não sejas tímido | favorito
|

18 comentários:
De Anónimo a 2 de Novembro de 2005 às 13:59
Delicioso poema, minha amiga. Vê-se que já é poeta, e de alta qualidade. fiquei muito feliz em conhecer sua página e pode estar certa de que teremos muitos contatos. Um beijo.Luiz Guerra
(http://lguerra.prosaeverso.net)
(mailto:lyguerr@gmail.com)


De Anónimo a 31 de Outubro de 2005 às 12:07
Atração Que mistério é esse
Que surge de repente
E através da distância...
Sem tocar... sem conhecer
Toma conta da gente?
Subjuga e escraviza
Nossa alma...
Nossa mente...
Liberando sentimentos
Desencadeando desejos
Quase sempre contidos...
Muitas vezes reprimidos
Que vêm à tona
Corrompendo princípios
Desordenando pensamentos.
Ah!!! Essa atração!
Pegou-me desprevenida...
Abriu-me a janela dos sonhos...
Que há muito estava fechada...
Devolveu-me ilusões
Há tanto tempo perdidas.
Libertou-me da indiferença...
Renovou-me a confiança...
No amor e na esperança!
Mesmo sendo insensatez...
Modo louco de querer...
Sou feliz nessa fantasia...
Nesse sonho diferente
De toques...
Abraços e beijos
Que despertam o desejo...
Que conduzem ao êxtase...
Ao delírio do prazer!
Carlos
(http://vagueando.blogs.sapo.pt/)
(mailto:c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com)


De Anónimo a 30 de Outubro de 2005 às 11:33
É interessante esta ligação intima que nos liga á terra. É ela que nos põe o pão na mesa, e não só é ela que nos dá os frutos com os quais nos alimentamos como tambem por vezes, temos de a tocar para retemperar a pressão que a vida diária nos sujeita. Ela é um local de renascimento. Renascimento para mais uma pesada jornada da vida, tendo presente de que um dia teremos inevitávelmente de retornar a ela quando finalizarmos a jornada da existência. O homem desaparecerá um dia, porém a terra permanece, geração após geração. Muitas felicidades para a Ana Maria. [Dominio dos Anjos]HumbertotheWizard
(http://HumbertotheWizard.Blogspot.Com)
(mailto:HumbertotheWizard@Hotmail.Com)


De Anónimo a 30 de Outubro de 2005 às 01:25
Bonito poema. Beijinhos e bom fim de semana*Irís
(http://segredameaoouvido.blogs.sapo.pt)
(mailto:a_iris_a@sapo.pt)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2005 às 23:22
Olá Ana...lindo este teu Renascer, gostei imenso do conteudo do poema...... Este é o nome que dei a uma tela "Renascer".Beijinhos e bom fim de semana.margusta
(http://margustamar.blogspot.com)
(mailto:margustamar@hotmail.com)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2005 às 23:13
Olá Ana!
O poema está fantástico!...
Parabéns!!!
Desejo-te um óptimo fim-de-semana!
Beijinhos.Hélder Durão
(http://personalbook.blogs.sapo.pt)
(mailto:helder_durao@hotmail.com)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2005 às 19:08
Renascer! Quem não gostaria, para poder mudar o que esteve menos bem.Tu, sabes como é com o encanto dos teus poemas.Renascer numa flor, que bom seria. Bjs. Bom fim de semanaAgostinho
(http://arteagostinho.blogs.sapo.pt)
(mailto:ag_silva@hotmail.com)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2005 às 12:35
Está bestial!!!
Retrato de um renascimento, despontado talvez por estes dias de chuva e terra molhada, em tempos de Outono disfarçado.
Gostei muito!!
Bjlaranjinha_
(http://laranjinha_.blogspot.com)
(mailto:marisaasfernandes@hotmail.com)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2005 às 03:05
Pena que nem toda a gente tenha essa tua capacidade de renascer, o mundo seria mais bonito. Ah, e não queiras ser grande que eu também não! ihihihihihihih. Jinhos e Bom fim de semana! animaleja
(http://animaleja.blogs.sapo.pt)
(mailto:animaleja@sapo.pt)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2005 às 00:57
Incrível o poder que o amor tem de nos renascer. Morremos e renascemos em amor. “É o amor, não a vida, o contrário da morte.“ - Roberto Freire
beijos e bom final de semanacamila
(http://camiles.blogspot.com)
(mailto:)


Comentar post

blogs SAPO
a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.