.as minhas fotos

.links

.pesquisar

 

.o mesmo eu

a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Fazer olhinhos

Sexta-feira, 6 de Janeiro de 2006

Amanhecer

No degelo, os raios solares
O condor _desperta

Pia o eco da montanha.


Ana Mª Costa

escrito por A.fe às 14:50

link do post | não sejas tímido | favorito
|

19 comentários:
De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 11:17
Olá! Li as tuas palavras, achei muito sentidas, lindas mesmo. Qaundo puderes manda um mail porque perdi a tua última mensagem e não consigo fazer nada no blog. Ainda não arranjei o link devido a isso. Beijinho. Fico à espera.lua
(http://coysitasii.blogs.sapo.pt)
(mailto:lua_sol1@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 00:44
Querida Ana Maria. Beijocas grandes :)Betty Branco Martins
(http://http://bettybrmartins.blogspot.com)
(mailto:betty_martins@net.novis.pt)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 18:20
Olá Ana Maria!
"El Condor Pasa" pelos Andes e pelos tristes vales do silêncio, onde o eco de nada, nos deixa ouvir o vulto do fantasma que somos....

O condor, como todos os necrógrafos, tão mal-amados, são ternos animais, de serviço dedicado à causa da Deusa, da Mãe, ao restaurarem a ordem, acatando a condenação a comer carne, sem necessidade de matar. Asseguram, amorosamente a regeneração e a eternidade.

Obrigado pela tua visita ao meu blog. És muito bem-vinda e as tuas palavras críticas à crueldade humana, ficaram bem marcadas.

Quanto aos meus poemas, são apenas palavras que vão caindo umas sobre as outras, como a tinta escorrega dos pinceis, que seguro sobre as telas, e se conjuga para formar as imagens, que lutam em mim, pelo direito de se exorcizarem, num momento.

A questão de serem, mais transparentes ou esotéricas, é uma opção. Quanto mais básica e transparente é uma comunicação, mais aceitação tem. Quanto mais plena de significados e leituras múltiplas, mais rejeição assegura, mas mais gratificantes são as leituras de quem as entende, ou de quem nelas investe para as decodificar.

Estou ao teu dispor para te explicar tudo o que desejares.

Um beijo

AntonioR
(http://www.antonior.com)
(mailto:antonio@antonior.com)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 09:58
Quem a Deus escolhe jamais o tempo
passa, sempre permaneçe,porque tudo passa
mas a palavra do Pai jamais passará.
Deus a abençoe mais e mais
Abílio Pereia
</a>
(mailto:ngareosa@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 00:17
Querida Ana Maria. É de facto uma perfeita metonímia - com efeito e sentido belíssimo. Beijinhos. Boa semanaBetty Branco Martins
(http://bettybrmartins.blogspot.com)
(mailto:betty_martins@net.novis.pt)


De Anónimo a 9 de Janeiro de 2006 às 23:25
Deixo-te um beijo e o desejo de que tenhas um excelente ano****NIGHT
(http://www.night8wolf.blogspot.com)
(mailto:nightwolf_does_it@hotmail.com)


De Anónimo a 9 de Janeiro de 2006 às 21:13
oi! tudo bem ? um texto curto mais muito expresivo e com plena sensibilidade do mundo e tudo ao seu redor.até ,mais...vedder
(http://pensamentosnoar.zip.net)
(mailto:)


De Anónimo a 9 de Janeiro de 2006 às 20:34
Ana: Venho lhe agradecer por mais uma passada lá pelo meu blog e também lhe desejar uma ótima semana. Um abraço.Francisco Sobreira
(http://luzesdacidade.blogspot.com)
(mailto:)


De Anónimo a 9 de Janeiro de 2006 às 18:15
Oi Ana, um texto com todo o gosto da América Latina, dos Andes. Gostei demais, da tua sensibilidade é um presente. Abraço.Fernando
(http://www.fernandorozano.blogspot.com)
(mailto:fernandorozano@yahoo.com.br)


De Anónimo a 9 de Janeiro de 2006 às 18:10
Gostei deste amanhecer de condor. Belíssimo! BeijoMaria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:mantosilva@sapo.pt)


Comentar post

blogs SAPO
a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.