.as minhas fotos

.links

.pesquisar

 

.o mesmo eu

a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Fazer olhinhos

Quinta-feira, 26 de Outubro de 2006

Poema a três mãos*Simbiose

Tão doce e pequenina és ! 
Tão leve presença nos meus dias, 
Guardo as asas num balão com
Vontade de voar, tal qual um Condor 
que poisa leve nos meus braços.
E  bica o ar dos meus olhos
Morri sem ter nascido... 
E nasci no encontro da morte. 
A morte da reminiscência
Mas para quê Morrer se não conheces o Viver ?... 
Para quê? 
e por quê viver? 
Perdidos nas brumas do amanhã 
Que teima em não chegar
E o pântano que avança nas  
Saudades das sete vidas que um dia sonhei... 
Sonho grandioso e imprudente
É o meu sonho… 
Mais intenso que a realidade 
mundana deste quotidiano distante? 
Não se prostituem sonhos  
Só o sonho que um dia amei...
Se entrega ao acordar.
 
 
Miguel Santos, Mónica Correia e Ana Mª Costa
 

escrito por A.fe às 17:54

link do post | não sejas tímido | favorito
|

blogs SAPO
a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.