.as minhas fotos

.links

.pesquisar

 

.o mesmo eu

a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Fazer olhinhos

Quarta-feira, 10 de Agosto de 2005

E se o mundo fosse como… não o é?!!!

E se o mundo fosse como… não o é?!!!
A terra que pisamos não seria terra mas atmosfera, ar com toda a sua leveza.
Andaríamos como os trapezistas do circo suspensos nas cordas também elas suspensas e de corda em corda lá andaríamos ou então não agarraríamos nada e estaríamos simplesmente a flutuar no ar. De mãos dadas uns aos outros tocaríamos nos nossos corpos, tacteando a pele, o rosto, os olhos, a tua pele, o teu rosto, os teus olhos.
E tu sorris, eu sorrio.

E se o mundo fosse como… não o é?!!!
As árvores com as folhas verdes, seriam redondas e fofas e nuvens seriam, nuvens cheias de densidade de beleza natural, os galhos seriam os meus pousos, em que descansaria e com calma observaria o que me rodeia, observo-te e os nossos olhares voltam a cruzar e como enamorados que somos/estamos, num ápice as nossas feições mudam de cor para o vermelho, como a maçã que apanho para ti e tu ripostas com flores aparecidas ali.

E se o mundo fosse como… não o é?!!!
O celestial azul do céu teria as ondas do mar onde brincaríamos e nadaríamos e a nós se juntavam os peixes e os golfinhos mais as aves e os esquecidos e juntos divertíamos e riamos.

E se o mundo fosse como… não o é?!!!
Com roupa não viveríamos e da pele resistiríamos, o frio, o pudor e o brio desapareciam. Racismos, religiões, políticos, gordos, magros, feios e bonitos seriam reparos do mundo como ele é. Em que perdura a inexistência da inocência e naturalismo.

E se o mundo fosse como… não o é?!!!
O crime não existiria e o medo desapareceria, e não havia motivos para invejas, ciúmes, maldades e outros que levam a pratica de atitudes ruins que terminam nas desculpas inventadas pela sociedade e outras atitudes mentais/morais, que após o crime praticado vem sentença dada e mal cumpridas tudo é esquecido.

E se o mundo fosse como não é?!!!
Seríamos todos iguais e os alimentos seria o abundante ar que respiraríamos, as doenças não vinham e nada possuías, assim não tinhas com que te preocupares.
E todos sem tropeços pelo universo andaríamos a escorregar nas cores do arco íris, abraçaríamos os astros e as estrelas seriam os nossos espelhos e infra-vermelhos com imagem e calor.

E se o mundo fosse como não é?!!!

Não morreríamos e não nasceríamos, apenas existiríamos tu e eu, para sempre, querido.


escrito por A.fe às 11:52

link do post | não sejas tímido | favorito
|

4 comentários:
De Anónimo a 10 de Agosto de 2005 às 15:50
sim, mestre mais "velho".hihihi

Antonio em quê que estás surpreendido? podes dizer?ana maria
</a>
(mailto:aguassantas11@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Agosto de 2005 às 15:22
Minha querida!
Estás a surpreender-me!
Como já tem sido referido, tens de fazer uma revisão cuidada.
Pequenos detalhes podem manchar o todo!
JinhosAntónio
(http://a.castilho.dias.planetaclix.pt/index.html)
(mailto:a.castilho.dias@clix.pt)


De Anónimo a 10 de Agosto de 2005 às 12:32
Alexandre tens razão a pressa em publicar é inimiga da perfeição mas amiga da aflição-hihihi
ensina-me, sabes que sou quase uma analfabeta e que ainda ando na escola para aprender mais qq coisa, mas aprendo mais contigo e com todos aqui que se calhar lá.
agradeço os reparos fazem parte da perfeição.
jinhosana maria
</a>
(mailto:aguassantas11@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Agosto de 2005 às 12:10
acho tu és uma boa cronista, Ana. penso que tens a tal queda para a coisa, precisas é de afinar as tuas ferramentas. mas ainda assim esta crónica não tem muito que se lhe aponte em falhas. está bom. partes de um ponto mundano e generalizado para um ponto mais intimista, e ficou bem o jogo do discurso que sai da terceira pessoa para a primeira. isto pode ter-te saído assim, mas se for uma técnica apurada, poderás escrever textos muito curiosos, do ponto de vista do estilo. quanto ao conteúdo - pois - quem não queria um mundo diferente? temi que o tema te levasse a um cliché, mas conseguiste fugir dele - lá está - com o tal jogo de terceira para a primeira pessoa no discurso. parabéns.

continuas sem fazer revisão aos textos? pressa de publicar? revê os textos SEMPRE.Alexandre
(http://ocodaboca.blogsome.com)
(mailto:ramosjac@sapo.pt)


Comentar post

blogs SAPO
a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.