.as minhas fotos

.links

.pesquisar

 

.o mesmo eu

a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Fazer olhinhos

Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2006

Pensamento21fev


Se morrer é não sentir nada
porque é mau morrer?
Vivos sentimos tudo e todos sofrem por sentir;
então que se morra hoje, feliz!

Ana Mª Costa

escrito por A.fe às 11:30

link do post | não sejas tímido | favorito
|

13 comentários:
De Anónimo a 7 de Março de 2006 às 17:55
Estavas inspirada, ó moça!
JokasAntónio
(http://eusoulouco.blogspot.com)
(mailto:a.castilho.dias@clix.pt)


De Anónimo a 7 de Março de 2006 às 17:55
Estavas inspirada, ó moça!
JokasAntónio
(http://eusoulouco.blogspot.com)
(mailto:a.castilho.dias@clix.pt)


De Anónimo a 7 de Março de 2006 às 16:05
Olá Ana! A morte... o grande mistério de quase todas as pessoas. Eu quero morrer feliz, mas confesso, que só daqui a uns bons largos anos!!! :-) ;) Um beijinho sorridente para ti. *****eternapartedemim
(http://eternapartedemim.blogs.sapo.pt)
(mailto:lucostasesimbra@sapo.pt)


De Anónimo a 2 de Março de 2006 às 08:38
Que cada gesto teu, seja o sol que fornece energia,
e que o brilho dos teus olhos, seja a beleza
e a simplicidade desta flor, que me embriaga com o seu perfume e me
encanta com o seu carisma. Esta flor que desabrocha em seus pensamentos e me transforma em você...
Uma flor que vai permanecer intacta às mais diferentes
épocas, aos mais inesperados destinos,
uma flor que nunca vou permitir morrer. Sabes por que? Porque ela é linda como tu
e porque todos a chamam de AMIZADE.
Sonhador Joao
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 2 de Março de 2006 às 01:18
parabéns Ana

no post anterior não dá para comentat.

tens de reduzir o tamanho da data nos comentários.
a Font é demasiado grande.

:)

adorei o teu poema.

bjsadesenhar
(http://adesenhar.blogspot.com)
(mailto:hvarod@gmail.com)


De Anónimo a 1 de Março de 2006 às 22:03
Porque pensar na morte se temos uma vida par viver?

Beijossfrog
(http://outravoz.blogspot.com)
(mailto:al.santos@netcabo.pt)


De Anónimo a 1 de Março de 2006 às 02:19
Não posso concordar! Diz-se que é mau morrer, porque todos tememos o desconhecido, todos queremos estar junto das pessoas que amamos, etc.. Vivos, sentimos tudo e o sofrimento é uma forma de sentir. Com o sofrimento e com a alegria, o prazer e o bem-estar, o egoismo e o altruismo - vamos construindo o puzzle da nossa existência. Estamos aqui, fisicamente, para evoluirmos como seres espirituais, num lugar do espaço onde podemos experimentar todas as sensações e sentimentos que conhecemos conceptualmente. A vida é um paraíso, é uma dádiva, pelo que temos que a aproveitar, dedicando-lhe todos os momentos. Não é por "se desejar" que se vai morrer amanhã! Até nisso, a Natureza é soberana. Ela controla a existência, controla o nascimento e controla a morte. Aqui, onde estás, deves estar feliz, porque o "teu dia" chegará, quer queiras, quer não!...
Amaral
(http://amaralnascimento.blogspot.com)
(mailto:amaralnascimento@hotmail.com)


De Anónimo a 28 de Fevereiro de 2006 às 19:46
Ilusão. A morte, de que falam, é uma ilusão! A minha verdade é a de que existe uma nova VIDA. Portanto continuas a sentir e até mais intensamente! Como sei disso? Não faças perguntas que eu não possa responder.Só sei que: Morte é não amar mais. Abraços Ana.Ah, parabéns por ser a ganhadora do concurso!Silvana
(http://sil.uninvited.zip.net)
(mailto:)


De Anónimo a 28 de Fevereiro de 2006 às 14:18
Querida Ana. "as tuas palavras dão que pensar". Deste lado temos que tentar "sentir" VIVER todas as coisas boas que a que mãe Natureza nos dá com a "mão" de Deus.

Beijinhos com muito carinhoBetty Branco Martins
(http://bettybrmartins.blogspot.com)
(mailto:betty_martins@net.novis.pt)


De Anónimo a 27 de Fevereiro de 2006 às 22:37
Morrer agora não porque afinal queremos sentir a alegria e o sofrimento!Luisa
(http://ecosdotempo.blogs.sapo.pt)
(mailto:luisa34@netcabo.pt)


Comentar post

blogs SAPO
a diferença em mim vista por vós, é a mesma por mim vista em vós.